É preciso ter paciência!

Faz um mês quase que comecei a esboçar esse texto, escrevi metade, abandonei na pasta de textos do Conteúdo e ficou lá. Porém, o assunto continuou na minha cabeça! Depois de escrever “Eu não sou planta, mas a vida me poda”, percebi que era a hora de dar uma continuidade no assunto, principalmente depois de ouvir um amigo falando que vivemos num mundo onde as pessoas não têm mais paciência.

Realmente, não temos mais paciência para nada! Não temos paciência para esperar a comida chegar/esquentar, para esperar o tempo das pessoas, para esperar o ônibus/táxi/uber/carona chegar, para a terapia fazer efeito, para o dinheiro render na aplicação e eu poderia ficar aqui até ano que vem listando coisas com as quais não temos paciência.

Quando escrevi o texto das podas, me acendeu uma luz na cabeça: não fosse a minha paciência com as minhas roseiras, hoje elas estariam comidas pelas pragas, detonadas pelos fungos e até teriam morrido. Aí eu te pergunto: e se você não tiver paciência na sua vida, pra lidar com tudo o que vem em cima de você? Vai acontecer como aconteceria com as minhas roseiras, desculpa a franqueza!

Não estou dizendo que você vai morrer, literalmente, tá?! Estou dizendo que você vai entrar naquele estado de quase morte, de ir morrendo aos pouquinhos. Fui no Google procurar sinônimos para paciência. Dentre vários, um me chamou a atenção: persistência! Ah, se a gente não persistir naquilo que a gente quer…  Se a gente não tiver “um pouco mais de paciência” como diz a música desse texto! Nossa vida começa a dar errado, tudo o que a gente quer e sonha vai ficando pra trás. E isso nos faz morrer um pouquinho…

Esses dias eu estava observando as pessoas para ter inspirações para escrever (ou você acha que minhas inspirações vêm do nada? Inocente!) e conversando com algumas pessoas, uns amigos e cheguei à conclusão que vivemos num mundo de desistentes! Quem desiste é alguém que não persiste. Quem não tem persistência não tem paciência, que é um dos sinônimos. Entendeu porque falar de ter paciência é importante? Porque sem paciência a gente não conquista e não faz nada! Nem o que a gente quer nem o que a gente precisa!

Quer um exemplo? Te dou alguns! Quantas pessoas começaram uma faculdade e desistiram no meio porque estava difícil? Quantas casaram e separaram em dois meses porque tiveram uma crise? Quantas pessoas você conhece que vivem trocando de emprego só porque acontece alguma coisa que as desagrada? Quantas pessoas vivem reclamando da vida, que não conseguem realizar seus sonhos só porque exige esforço e paciência? Você eu não sei, mas eu conheço várias e a tendência é conhecer cada vez mais.

Meu povo, se a gente não tiver um mínimo de persistência, a gente não sai nem da cama de manhã cedo! É uma qualidade que a gente precisa desenvolver! Eu demorei a desenvolver e foi só sendo podada pela vida que aprendi a ter paciência, a esperar pelo tempo das coisas (e das pessoas…) e a aceitar certas coisas que não mudam com um piscar de olhos. É difícil, eu sei, mas te convido a esperar com paciência o tempo das coisas e principalmente o tempo das pessoas! Eu tenho o mal hábito de querer acelerar as pessoas, assumo… Não suporto gente andando devagar na minha frente, gente devagar para entender o que estou explicando, me obrigando a explicar de novo, tenho desespero de gente que fala devagar no telefone ou ao vivo e fica me enrolando a vida! Gente, que exercício! De uns tempos pra cá venho treinando a andar mais devagar, a falar com mais calma, a aceitar que cada pessoa tem seu próprio ritmo e que tudo bem ser assim. Mas é um esforço bem grande!

Esse texto também, é fruto de persistência! Peguei nele pra escrever por CINCO vezes! Não uma, não duas, mas cinco! Mas eu queria muito publicar sobre isso, gerar uma reflexão em mim e em você para juntos, aprendermos a viver com mais paciência e, assim, ver o nosso florescer para uma vida mais tranquila, com mais sonhos realizados, com mais     projetos em andamento e a tão desejada (mas custosa) felicidade!

Ah, a felicidade que todo o mundo quer só vem depois de graaaandes doses de paciência! #ficadica

Um forte abraço e até mais!

Fernanda Maria

Relações Públicas de formação, confeiteira por amor e feliz por necessidade! Adoro escrever, observar as pessoas, ouvir boa música e olhar para o céu em busca de nuvens divertidas e respostas para vida!

Um comentário aleatório