Obrigada, de nada!

“Parece bobagem, mas é gratidão…”

Quem me lê, já sabe como os textos surgem: observando as pessoas! E estava observando a forma de agir delas, e a minha também e percebi que a gente agradece pouco! “Ah que coisa feia!”, diria a sua mãe, com a testa franzida e dedo em riste! Rs Isso porque fomos criados (pelo menos eu) para agradecer tudo o que ganha. Ganhou presente? Agradece! Recebeu um elogio? Agradece! Sacolas arrumadas no mercado? Agradece! E tem mais: nada de responder “valeu!” Não! Era “obrigada!”, sempre acompanhado de um “valeu não é resposta!” (me peguei dando essa mesma lição na minha sobrinha de 9 anos esses dias…. Tô velha, é oficial!)

Motivacional de segunda! rs

Tem um problema em não agradecer direito, em não criar o costume de agradecer: quando algo de bom acontece em sua vida, você também não agradece. A palavra está na moda, então vou usar “bem pouco”: seja GRATO! E seja agradecido ao universo, a Deus, à sua força de vontade, aos astros, aos espíritos, tanto faz! Mas seja grato! ;) Seu interior precisa saber, e aprender, a ficar feliz com as pequenas conquistas diárias! Vou te dar um exemplo que me deixou super grata, em plena segunda feira!

Fui ao médico esses dias e, fazendo os exames de sangue, constatamos que minha taxa de ferro está no limite mínimo, antes da anemia. Já fiquei na maior irritação de ter que tomar remédio de novo, para o mesmo problema! O médico disse que só com a alimentação eu regularia isso novamente e já me peguei pensando: poderia eu conseguir uma consulta “de grátis” com um nutricionista né? Assim faz uma dietinha e me ajuda. Do nada, me liga minha irmã, que em consulta com a nutricionista da minha sobrinha, por conta de um assunto em comum falaram de mim e a médica me deu algumas dicas extras (além das dicas do meu médico) que vão me ajudar ainda mais a cuidar da saúde!

Pensa numa pessoa feliz da vida? Numa pessoa com o coração cheio de gratidão? Lógico que sim, grata sim, por essa coincidência. Você, pessimista nato, que deve estar lendo isso, vai resmungar: “uma alegria tão grande  por uma coisa tão pequena?! Pppfff” e revirar os olhos. Tudo bem, eu te entendo: eu também já fui assim! Agradecer e se sentir grata por coisas tão pequenas parecia tão inútil! Só que pensando e agindo assim a gente se torna pessoas como as do meu outro texto sobre o mau humor! Reclama de tudo, nada está bom, ao invés de olhar através das lentes da gratidão as pequenas coisas da vida e se sentir feliz por essas coisas te acontecerem!

Te convido a ser grato pelas manhãs (mesmo de mau humor), a ser grato pela sua saúde (mesmo precisando tomar umas vitaminas), grato pelo seu emprego que te sustenta (mesmo com um chefe chato e colegas malas), grato pela vida, pelas abelhas que fazem mel pra você comer com frutas de manhã, grato por ver uma flor bonita e poder sentir seu cheiro (seja bom ou não…), seja grato! Quanto mais gratidão, mais positivo você fica! Olhar a vida com olhos agradecidos te faz minimizar as dificuldades e ampliar as boas coisas! Pensa aí se você quer continuar enxergando essa montanha feia e difícil de passar ou se prefere olhar o mar de cima dessa montanha! É isso que a gratidão faz: te ajuda a subir a montanha do problema para enxergar o que tem de bonito atrás dela!

Faz o teste e depois volta aqui nos comentários me dizer se funcionou! Combinado? :D

Grande abraço, gratidão por permanecer até o fim desse texto e até semana que vem! ;)

Fernanda Maria

Relações Públicas de formação, confeiteira por amor e feliz por necessidade! Adoro escrever, observar as pessoas, ouvir boa música e olhar para o céu em busca de nuvens divertidas e respostas para vida!

Uma resposta para “Obrigada, de nada!”

Um comentário aleatório