Tempo, tempo, tempo…

“O tempo não para!”
Alice In Wonderland Disney GIF - Find & Share on GIPHY
“Estou atrasado! Estou atrasado para um compromisso muito importante!”

Você deve ouvir – e falar – muitas vezes que “não tenho tempo”, “a vida tá muito corrida, tô sem tempo”, “não deu tempo hoje, amanhã eu faço/vejo/vou…”. Assume: você já usou a falta de tempo como desculpa pra deixar de fazer alguma coisa que não queria. Eu já! (provavelmente minha terapeuta está lendo esse texto e depois eu terei problemas, mas enfim!)

O que eu quero refletir com você nesse texto é como a gente lida com o nosso tempo, tão precioso, tão lindo e verdadeiramente escasso! Eu li esses dias aquelas frases clichês (que saíram dos parachoques de caminhão e vieram para nossas telas de smartphones…) que “tempo é questão de prioridade”. Aí, eu que já estava refletindo minha relação com o tempo, percebi que é verdade: tempo é questão de prioridade!

Se você não prioriza seus amigos/familiares, nunca terá tempo para eles. Ou então, o tempo que dedicará a eles nunca será de qualidade, porque eles nunca serão prioridade. E quando  gente coloca algo como prioridade na nossa vida, fatalmente essa coisa se torna importante e você arranca tempo do vão do dente para poder realizar! Por exemplo: para mim, prioridades são meus amigos, família, Igreja, trabalho. Ou seja, dedico o maior tempo da minha vida para essas coisas. Todas as outras vão se encaixando no tempo que dá. É triste assumir, mas atividade física não é (mas deveria ser) minha prioridade. Quando sai um filme no cinema que eu quero muito ir ver, isso se torna minha prioridade, e eu arrumo tempo entre uma atividade e outra e vou ao cinema, até sozinha, para assistir o que eu quero!

Percebe que tempo é uma questão de organização também? Em um ano de sessões com minha psicóloga, ela me mostrou que eu não ia conseguir fazer absolutamente nada que eu quisesse na minha vida se eu não organizasse meu tempo direito. Então o que eu fiz? Como boa pragmática, uma planilha! Coloquei TODOS os horários do dia, começando às 6h30 da manhã e terminando às 23h30, e dentro disso coloquei TODAS as minhas atividades: aquilo que era responsabilidade (trabalho, casa, religião) e aquilo que era hobbie (cinema, ócio, cuidados pessoais, cafés com amigos…) Eu fiquei chocada como eu perdia tempo. Sério, cheguei no consultório na semana seguinte revoltada, porque percebi que minha falta de tempo era desorganização de tempo e não falta!

A partir daí, comecei a ser mais rígida com meus horários. Tinha cronometrado até o tempo de banho durante a semana, para não perder nenhum minuto dentro do meu cronograma. E funcionou! Consegui manter minha vida andando num ritmo muito mais gostoso, ativo, sem atropelos. Quando tive uma mudança na minha rotina, foi muito mais fácil de reorganizar e conseguir manter minhas atividades em ordem. Claro, ainda tenho pontos importantes a mudar, mas grande parte da minha vida está arrumada! E parei de usar o tempo como desculpa. Agora, para mim, ele é valiosíssimo! Todo o tempo que tenho com minhas irmãs que não moram perto, eu aproveito o quanto posso. Com a minha sobrinha então, gasto muito tempo conversando com ela, descobrindo dos gostos dela, a cor preferida desse mês, o programa que assiste, sentindo o cheirinho dela, porque isso cria em mim – e nela – um banco de boas memórias.

Tempo bem aproveitado cria memórias ricas. Pare e pense um pouco: algumas das suas melhores memórias são de quando você era criança e aproveitava o tempo em sua totalidade, sem correr de um lado para o outro, sem a obrigação de preencher seu tempo com muitas cosias. As minhas são! Memórias de férias na casa da vó, gastando horas a fio balançando na rede, brincando, ouvindo histórias dos meus avôs, comendo milho tostadinho na boca do fogão de lenha. Pensando nisso, parece até que o tempo passava devagar né? Acontece que passava com qualidade, com dedicação. Pensa bem: criança não tem preocupação com nada, ela vive o momento do agora e o que vem no futuro ainda não requer sua atenção.

Só relaxe e deixe o tempo passar!

Se a gente vivesse mais dessa forma, sem preocupação com o que vem, mas com o momento agora, com o que tem hoje pra fazer e viver, viveríamos o nosso tempo com mais qualidade. Ainda vou escrever sobre essa necessidade que a gente tem de preencher nosso tempo com muitas coisas, mas fica para uma próxima! Só queria refletir com você a necessidade da gente organizar nosso tempo, para que ele sobre para coisas que realmente importam!

Nesse feriado, preferi me dedicar ao meu trabalho e à minha família, deixando o celular mais de lado e ouvindo mais as pessoas, conhecendo mais quem vive comigo. Aproveite e se organize para sobrar tempo e parar com essa ladainha de “não tenho tempo pra nada!”

Um abraço e até semana que vem! ;)

Fernanda Maria

Relações Públicas de formação, confeiteira por amor e feliz por necessidade! Adoro escrever, observar as pessoas, ouvir boa música e olhar para o céu em busca de nuvens divertidas e respostas para vida!

Um comentário aleatório